- atualizado em

A revolução no Cleveland Cavaliers na data limite para trocas na NBA

Furacão passa por Ohio e Cleveland Cavaliers troca metade do seu elenco. Entenda as negociações que resultaram nas saídas de nomes como Thomas, Wade e Rose

A revolução no Cleveland Cavaliers na data limite para trocas na NBA
Cleveland Cavaliers implode na "trade deadline" da NBA (Foto: Boston Herald-Associated Press)

No dia seguinte a uma vitória marcante diante do Minnesota Timberwolves por 140 a 138 na prorrogação, onde LeBron James foi decisivo nos segundos finais nos 2 lados da quadra, o Cleveland Cavaliers fez uma grande revolução em seu elenco para o restante da temporada 2017-18 da NBA.

Provavelmente um candidato ao título - sim, apesar dos pesares, poucos duvidavam que os Cavs eram candidatos a voltar às Finais da NBA - nunca fez tantas movimentações assim na "trade deadline" (a data limite de troca em uma temporada).

Pareceu que um furacão passou por Ohio e Isaiah Thomas, Dwyane Wade, Jae CrowderDerrick Rose, além de Iman Shumpert e Channing Frye, deixaram o time tricampeão do Leste.

Foi uma prova de que a diretoria não estava nada satisfeita com a inconstante campanha do time, que vinha com 13 derrotas nos últimos 20 jogos desde a rodada de Natal - incluindo aí 2 derrotas para os Warriors e 1 para Rockets, Celtics, Raptors, Thunder e Spurs.

E quem pagou o pato foram alguns dos nomes mais criticados pela fraca defesa dos Cavaliers.

Afinal, Thomas não conseguiu ser "escondido" na defesa dos Cavs como era em Boston e a falta de encaixe de Crowder mostrou que seus resultados em quadra vinham mais do esquema tático do técnico Brad Stevens do que do seu talento individual.

Já Rose e Frye nunca foram reconhecidos por sua defesa, enquanto Shumpert tem sofrido com lesões e Wade também acabou deixando muito a desejar, seja no time titular, seja vindo do banco, e decidiu voltar para South Beach.

E as movimentações mostram ainda que os Cavs estão dispostos a fazer algo não apenas para seguir na briga nesta temporada, mas tentar manter LeBron em casa no verão de 2018. O camisa 23 mais uma vez será agente livre no final da temporada e já teve seu nome especulado no Los Angeles Lakers, no Philadelphia 76ers e no Houston Rockets.

E o fato de que dos reforços chegados nessa temporada "sobrou" apenas Jeff Green, mostra que tudo isso ainda pode ser considerado fruto da saída de Kyrie Irving na última "off season" e que desde então o time ainda não se reencontrou.

O camisa 11 dos Celtics ao ser perguntado sobre tudo que aconteceu em Cleveland na última quinta-feira disse que não iria se manifestar, pois só falaria do Boston Celtics. Mas é difícil não pensar que ele deve olhar tudo isso com certa felicidade...

Revolução no Cleveland Cavaliers na data limite para trocas na NBA
"Tudo bem por aí em Ohio"? (Irving, Kyrie)

Permanecem no elenco, além de "King" James, o lesionado Kevin Love, Tristan ThompsonJR Smith, Kyle Korver, Green, José Calderón, Cedi Osman e Ante Zizic. Diga-se de passagem que Thompson e Smith mesmo após várias especulações envolvendo os seus nomes.

Chegaram ao time Jordan Clarkson e Larry Nance Jr dos Lakers, George Hill do Sacramento Kings e Rodney Hood do Utah Jazz.

E tem gente achando que os Cavs podem ter ajudado o time de LA a tentar justamente contratar LeBron ao final dessa temporada com o espaço salarial que conseguiram, mas pelo visto os cartolas de Cleveland se preocuparam mais com o agora.

Falando dos reforços, Hill é mais veterano da lista e seu contato de 37 milhões de dólares pelas 2 próximas temporada pode comprometer a folha salarial dos Cavs no próximo verão. Porém, com seu talento e experiência, ele pode dar a organização ao time que Thomas e Rose não conseguiram dar - e que, por incrível que pareça, eles tiveram com Calderón em quadra.

Vale a pena lembrar que em 2016-17 ele fez excelente temporada em Utah, com seu recorde de pontos na carreira (16.9), além de 4.2 assistências. Só que em meio à desorganização dos Kings não encontrou seu espaço em Sacramento e sua saída era dada como certa há tempos.

Já Clarkson é jovem, mas também tem um contato "caro" de 26 milhões de dólares nas próximas 2 temporadas. O armador é mais um jovem talento "queimado" pelos Lakers, assim como fizeram com D´Angelo Russell, e a expectativa é que ele possa assumir o papel de pontuador no 2° pelotão do time, tal qual ele vinha fazendo em LA.

Por fim, Hood e Nance Jr também são jovens como Clarkson e estão ainda em seus contratos de calouros. O ala-armador do Jazz está no último ano, com uma oferta qualificatória de apenas 3.4 milhões para 2018-19 e o ala-pivô anda tem 2 anos de contrato, com oferta qualificatória para 2019-2020.

Ou seja, o elenco foi bastante rejuvenescido e não há risco de perder os reforços a curto prazo.

Hood já jogou com Hill pelo Jazz e ambos tem esse entrosamento a seu favor. Já Nance trará força, principalmente defensivamente, ao garrafão do time, algo que parecia restrito a TT há tempos. E até mesmo o camisa 13 já não vinha com a intensidade de antigamente e pode se renovar com essas mexidas.

Enfim, certamente é um elenco mais jovem e mais atlético ao lado do monstro LeBron...

Resta saber como será o encaixe desse novo Cavs, pois o contestado técnico Tyronn Lue precisará "trocar o pneu com o carro em movimento".

Até porque não se sabe se será um time realmente novo ou apenas adaptado, pois os "velhos de casa" Thompson e Smith podem seguir como titulares ao lado de James, Love (quando ele voltar), apenas com a companhia de Hill.

Precisamos esperar para ver...

Mas uma coisa é certa.

"Eles têm LeBron James e isso é o que importa". (Draymond Green)

Como disse o rival Draymond Green, do Golden State Warriors, após todas essas movimentações:

"Eles têm LeBron James e isso é o que importa".

Prova disso foi a atuação do melhor jogador de sua geração no primeiro jogo após as movimentações e ainda sem os reforços:

O Rei teve um triplo duplo com 22 pontos, 12 rebotes e 19 assistências (recorde em sua carreira) na vitória por 123 a 107 diante dos Hawks.

Esse é o novo-velho Cavs... O time de LeBron James!!!

Simples assim...

#ILoveThisGame #Entre4Linhas

Curta: www.facebook.com/entrequatrolinhas 

Veja Também:

Artigos Relacionados

Sobre o Autor:

André C. Rocha

André C. Rocha

Apaixonado pela NBA desde que viu o Dream Team em 92, torcedor do Bulls e defensor da tese de que "73 não vale nada sem um título". Desde de 2014 tem um tumblr sobe esportes e que tem como assunto principal o basquete: http://entrequatrolinhas.tumblr.com

Comentários

Olá, deixe seu comentário para A revolução no Cleveland Cavaliers na data limite para trocas na NBA

Enviando Comentário Fechar :/

©2015 - 2018 Sobe a Bola - Todos os direitos reservados.