- atualizado em

Bom era no tempo da NBA na Band...

Vários jogos por semana, mesas redondas, análises, debates sobre NBA... nada disso é tão legal quanto era a programação da NBA na TV Bandeirantes.

Bom era no tempo da NBA na Band...
Fotos: internet.

Amanhã começa a temporada 2018-2019 da NBA e, com isso, a gente já começa a planejar como vai fazer pra ver os jogos.

Procura calendário (logo, logo os colegas do Sobe a Bola vão divulgar um no site), olha direitinho quando vai passar uma partida do nosso time e já pensa nas desculpas que vai dar pra esposa pra ficar acordado até mais tarde e pro chefe porque vai chegar no dia seguinte cansado pra trabalhar. Mas essa dúvida nem sempre existiu.

Quando eu era jovem e isso aqui tudo era mato, as opções que os fãs da NBA tinham para acompanhar o maior basquete do mundo eram bem mais restritas. Além de não termos internet, na TV também não passava muita coisa. TV por assinatura era coisa rara (cara pra caramba e não chegava em todos os lugares - em Morro do Chapéu mesmo, não tinha). A NBA no Brasil se resumia à NBA na BAND. E quer saber? Era bom demais quando era assim! :)

Essa sim era uma dupla de respeito! (Fotos: reprodução da internet)

Pra começo de conversa, a NBA passava na TV aberta, algo que parece muito distante da realidade hoje, infelizmente. Isso popularizava o esporte e, com certeza, ajudou a trazer muitos fãs pro basquete.

O segundo ponto é que a programação da TV pra atender o basquete era perfeita: durante a temporada regular, a gente assistia basquete na sexta à noite (jogo ao vivo) e no início da tarde do sábado (um VT de algum outro jogo). Além disso, a gente só tinha o NBA Action, antes do jogo do sábado. Esses três eventos e nada mais. Olha que beleza!

O sábado era legal, mas como passava depois da hora do almoço, era um programa bem família: a gente assistia o NBA Action e o VT do jogo e lá pelas 4 da tarde já estava liberado pra ir pra alguma quadra tentar repetir todas as jogadas que assistiu e, óbvio, não acertar nenhuma.

O ponto alto da NBA na TV era a sexta à noite. Aí, meu amigo, o nível subia e não tinha pra ninguém!

Nessa faixa nobre do esporte, a transmissão dos jogos contava com um trio imbatível: o saudoso Luciano do Valle, o enciclopédico Álvaro José e, claro, Emmanuelle. 

Sempre era algum jogo tenso, angustiante e com chance de decisão nos últimos minutos. Luciano do Valle narrava a partida de forma impecável, transmitindo toda a emoção que o esporte que a gente ama pode trazer. Álvaro José nos brindava com toda a informação possível, um comentarista de mão cheia. E, depois de todo o estresse da partida, Emmanuelle vinha trazer sua contribuição, no evento de pós-jogo mais adorado pelos adolescentes da época, chamado Sexta Sexy (que depois evoluiu pra Cine Privê, mas preservou as características educativas do original). 

Fala sério! Nenhum esquema de transmissão da NBA atual é tão completo como aquele! A gente assistia a duas horas de tensão e depois tinha direito a duas horas completas do mais puro relaxamento juvenil. Formidável!

Uma das melhores duplas das transmissões do esporte.
Pense na alegria dos adolescentes... (Fotos: reprodução da internet)

Aí a gente volta pra situação de hoje: jogo quase todo dia (às vezes até mais de um), debates, mesas redondas, sites especializados... beleza, pra gente que é torcedor isso tudo é muito bom (tirando aquela parte das desculpas pra esposa e pro chefe). Podemos apreciar cada vez mais o esporte que amamos e ter cada vez mais acesso à informação de qualidade sobre a NBA. Mas, sejamos honestos: a TV precisa rever sua  programação se quiser conquistar mais adeptos para a NBA, ainda mais entre o público adolescente. 

É bem verdade que não tenho a menor ideia da desculpa que os caras da ESPN vão usar para incluir Emmanuelle na grade de programação de um canal de esportes. Mas isso é problema deles, não meu.

 Abraços e até a próxima segunda. 

Veja Também:

Artigos Relacionados

Sobre o Autor:

Marcone Marques

Marcone Marques

Bancário de profissão, psicólogo por vocação e fã de basquete por paixão. Casado e com dois filhos que adoram me provocar dizendo que gostam mais de futebol do que de basquete.

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Bom era no tempo da NBA na Band...

Já temos 1 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Guilherme Scardini

Guilherme Scardini

kkkkkkkkkkk rachei
★★★★★DIA 15.10.18 23h11RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/

©2015 - 2018 Sobe a Bola - Todos os direitos reservados.