- atualizado em

Boston Celtics x Philadelphia 76ers, a rivalidade entra em uma nova era

Equipes se enfrentarão na abertura da NBA no dia 16 de Outubro, eles têm tudo para dominar o Leste nos próximos anos

Boston Celtics x Philadelphia 76ers, a rivalidade entra em uma nova era
Ben SImmons e Jayson Tatum, os principais jogadores jovens do Celtics e do 76ers. (Créditos: NBA.com)

Eles têm uma história de rivalidade. Eles têm um futuro de rivalidade.

As duas franquias que se encontraram com mais freqüência nos playoffs da NBA: Boston Celtics e o Philadelphia 76ers, se enfrentaram 20 vezes na história da pós-temporada (sete quando os Sixers eram do National Syracuse).

É uma rivalidade que inclui Hal Greer x Sam Jones, Wilt Chamberlain x Bill Russell e Julius Erving x. Larry Bird. Essa rivalidade contou com sete decisivos jogos 7, entre eles os famosos: "Havlicek roubou a bola!", "Beat L.A.!" E "The Boston Strangler".

E agora, pode ser que tenhamos acabado de entrar em um novo capítulo dessa rivalidade, que vimos várias vezes no início dos anos 80, quando o Celtics e o Sixers se encontraram nas finais da Conferência Leste quatro vezes em seis anos (1980, 81, 82 e 85).

Cinco meses atrás, o Celtics eliminou o Sixers em cinco jogos nas semis do leste. Com LeBron James agora na Conferência Oeste, essas equipes têm a oportunidade de dominar o Leste nos próximos anos, e estão de olho umas nas outras.

A HISTÓRIA

Os Celtics são uma das três franquias, junto com o Knicks e Warriors remanescentes da Basketball Association of America, fundada em 1946. O Syracuse Nationals começou na National Basketball League em 46 e ingressou na NBA em 1949.

Boston e Syracuse se encontrariam pela primeira vez na pós-temporada em 1953, com o Celtics de Bob Cousy derrotando o Nats de Dolph Schayes nas semifinais da Divisão Leste. Isso daria início a um período de nove anos em que as duas equipes se enfrentariam nos playoffs sete vezes, com destaque para uma série de sete jogos nas finais da divisão de 1959, com o Celtics ganhando o decisivo Jogo 7, por 130 a 125.

Boston venceu quatro das sete séries que as duas equipes jogaram antes de o Nats se mudar para a Filadélfia em 1963 e se tornar o 76ers. Philly selecionou Chamberlain um ano depois e enfrentaria Russell nas próximas quatro finais da Divisão (1965-68), com o Celtics vencendo três das quatro vezes, incluindo a série de sete jogos em 65 (com o famoso roubo de bola de Havlicek que selou a vitória do jogo 7).

A rivalidade atingiu outro pico no início dos anos 80, quando Boston ou Philadelphia representaram o Leste nas finais da NBA por oito anos consecutivos (1980-87), com talentos como Erving e Bird, Moses Malone e Robert Parish, Maurice Cheeks e Dennis Johnson. Bobby Jones e Kevin McHale.

Com a vitória do ano passado nas semifinais da conferência, o Celtics tem a vantagem de 13-7 na série de playoffs de todos os tempos contra o Syracuse / Philadelphia, com uma vantagem de 9-4 contra o Sixers desde a mudança de 1963. Havlicek, Sam Jones e Bird estão em primeiro, segundo e quarto na pontuação de playoff de todos os tempos (total de pontos) contra os Nats / Sixers, enquanto Chamberlain, Greer e Julius Erving estão em terceiro, quinto e sexto contra Boston.

COMO ELES ESTÃO AGORA:

Essas equipes são duas das três melhores equipes da Conferência Leste, com os GMs da liga colocando-as em primeiro e terceiro lugares respectivamente. O Celtics venceu o Sixers em uma série de cinco jogos em maio, desacelerando uma série ofensiva de Philly que durou oito semanas e vencendo o Sixers em três jogos que estavam na margem de cinco pontos nos últimos cinco minutos. E Boston fez isso sem Gordon Hayward ou Kyrie Irving.

O vencedor do prêmio de Calouro do Ano, Ben Simmons, teve uma série difícil, Joel Embiid foi superado por Al Horford e Jayson Tatum floresceu em uma estrela. Boston teve a melhor defesa da liga na última temporada e está adicionando Hayward a um núcleo ofensivo que ficou em 18º lugar e também receberá um impulso do desenvolvimento dos jovens do time com Jaylen Brown e Terry Rozier.

Philly ficou em terceiro lugar ofensivamente em março e abril, mas perdeu algumas engrenagens ofensivas como Marco Belinelli e Ersan Ilyasova na pré temporada. O Sixers ficou em terceiro lugar defensivamente e com uma enorme expectativa em seu quinteto inicial, foi a melhor equipe em pegar rebotes na temporada passada.

AS VARIÁVEIS

Em Boston, a maior variável nesta temporada será química. Defensivamente, o Celtics deve estar novamente entre os cinco primeiros da NBA e o quão bem as peças se encaixam no ataque determinarão se eles chegam no topo ou não.

Hayward ainda não jogou muito com esse grupo e Irving ainda tem que fazer um papel importante ofensivamente, junto com o Tatum e Brown que vimos nos playoffs. O Celtics tem o treinador certo para fazer tudo funcionar, mas alguns egos terão que ser controlados nos próximos nove meses.

Para os Sixers, tudo gira em torno de Markelle Fultz, a escolha número 1 do draft de 2017, que jogou em apenas 14 jogos da temporada regular e não jogou nas semis da conferência adiciona um novo elemento à ofensividade de Philly e terá a chance de começar ao lado de Simmons, mesmo que isso signifique romper o que foi a melhor escalação inicial do time na última temporada.

Um jogador tão habilidoso quanto Fultz terá que chegar ao topo dos calouros, todos os olhos estarão focados em quão disposto e confortável ele está em arremessar. Ele deve estar bastante motivado e em forma, mas a troca que essas equipes fizeram pouco antes do draft de 17 acrescenta mais intrigas a essa rivalidade.

O Celtics negociou a escolha de primeiro lugar do draft e pegou uma escolha extra no acordo, Boston ficou com o terceiro lugar do draft, e selecionou um calouro que teve uma temporada de estreia espetacular, tudo isso enquanto Fultz lidava com seus problemas em seu arremesso.

O desenvolvimento de todos os outros jovens jogadores nessas listas é outra variável. Enquanto o Celtics tem mais armas, tanto Simmons quanto Embiid têm o potencial de serem jogadores que nenhuma equipe pode igualar. Boston encontrou maneiras de pará-los nos playoffs, mas ambos com certeza voltarão mais fortes e mais habilidosos para essa temporada.

O FUTURO

O Celtics e o Sixers não só têm alguns dos melhores jovens talentos em seus elencos, mas, mesmo que sejam dois dos melhores times da NBA, cada um deles tem uma potencial escolha de loteria no bolso.

O Celtics deve ter a escolha de primeira rodada do Sacramento Kings (a escolha extra na troca Fultz-Tatum, a top-1 protegida) e do Memphis Grizzlies (top-8 protegida) no Draft do próximo ano.

O Sixers, enquanto isso, receberá a escolha de primeira rodada do Miami Heat em 2021. Filadélfia tem muito espaço salarial e pode negociar com um (ou dois) All-Star no próximo verão. Boston, por cinco anos consecutivos, tem os ativos para fazer uma troca por qualquer estrela que possa vir ao mercado.

O Celtics pode perder um pouco da sua profundidade de ataque com a agência livre de Terry Rozier no próximo verão, mas quase todos os jovens talentos do Celtics estão no perímetro e em algum momento, eles precisarão substituir Horford (32) e Aron Baynes (32) na linha de frente no time. Por enquanto, Horford é sem dúvida o jogador mais valioso de qualquer time. O futuro é agora e apropriadamente, essas equipes vão abrir a temporada da NBA em Boston no dia 16 de outubro.

Veja Também:

Artigos Relacionados

Sobre o Autor:

Thiago Colman

Thiago Colman

Acompanha a NBA desde 2006, torce pelo maior campeão da liga com 17 títulos, acredita que números não valem nada, se não vierem junto com anéis.

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Boston Celtics x Philadelphia 76ers, a rivalidade entra em uma nova era

Enviando Comentário Fechar :/

©2015 - 2018 Sobe a Bola - Todos os direitos reservados.