- atualizado em

Bryan Colangelo e o caso das contas falsas do Twitter: Como o GM dos 76ers ficou contra a parede

Uma coleção de contas falsas do Twitter que criticava Joel Embiid e Markelle Fultz e vazava informações confidenciais foi atribuída a Colangelo

Bryan Colangelo e o caso das contas falsas do Twitter: Como o GM dos 76ers ficou contra a parede
Vazamento de informações e críticas a jogadores e colegas: O GM que está no centro das controvérsias (Foto: GettyImages)

E se o Gerente Geral de alguma franquia da NBA criasse várias contas falsas de Twitter para falar tudo aquilo que pensa, mas não poderia falar por meio de sua conta oficial? Sim, claro, a ideia é um tanto bizarra. Mas é exatamente o que  Bryan Colangelo, GM do Philadelphia 76ers, está sendo acusado de ter feito, segundo reportagem do portal The Ringer, dos EUA.

Tudo começou em Fevereiro desse ano, quando uma fonte anônima deu uma dica ao The Ringer dizendo que Colangelo, que também é presidente de operações dos Sixers, mantinha secretamente 5 contas do Twitter, que passaram a ser investigadas pelo portal. A partir daí, para verificar a fonte, o portal acompanhou o comportamento das contas e percebeu o objetivo delas:

  • Criticar jogadores da NBA, incluindo Joel Embiid, Jahlil Okafor e Nerlens Noel;
  • Debater publicamente sobre as decisões da equipe técnica, além de criticar o ex- General Manager Sam Hinkie e o presidente do Toronto Raptors Masai Ujiri;
  • Antecipar as movimentações dos Sixers para selecionar Markelle Fultz como 1° escolha geral do Draft de 2017;
  • Vazar informações médicas confidenciais sobre Okafor e "fofocar" sobre Embiid e Fultz para a mídia nacional e até mesmo da Philadelphia.

As 5 contas que foram informadas pela fonte desconhecida incluía uma que seguia membros da mídia, empregados dos Sixers e agentes da NBA, mas nunca tuitou nada (usuário @phila1234567, sem nome) e 4 que postavam tweets e respostas a outros usuários.

Das outras quatro, 1 esteve ativa entre abril de 2016 e maio de 2017 (conta Eric Jr e usuário @AlVic40117560), 2 estavam ativas nos últimos 5 meses (HonestAbe/@Honesta34197118 e Enoughunknwonsources/@Enoughunknownsol) e 1 postava várias vezes durante o dia (Still Balling/@s_bonhams), mais recentemente há uma semana.

No dia 22 de maio, o The Ringer enviou um e-mail aos Sixers compartilhando os nomes de apenas 2 dessas contas (phila1234567 e Eric Jr). A intenção era clara ao não compartilhar as outras 3: observar se elas mudariam de comportamento após a revelação de 2 delas. Como era de esperar, algo realmente mudou nessas 3 outras contas.

Na mesma tarde do dia 22 de maio, todas as 3 contas que não haviam sido reveladas aos Sixers mudaram de "público" para "privado" e ficaram offline - incluindo uma (HonestAbe) que não estava ativa desde dezembro de 2017. A conta Still Balling, que tuitava diariamente, parou de postar desde então. De acordo com o portal, foi criada uma conta falsa que seguiu o perfil e possibilitou ver a atividade da conta mesmo depois de se tornar "privada".

Surpreendentemente, o representante dos Sixers retornou o contato do The Ringer e confirmou que uma das contas (phila1234567, que nunca postou nada) era, de fato, de Colangelo. Quando ele foi perguntado com quem mais havia discutido o assunto, respondeu que conversou com apenas uma pessoa: Colangelo.

Ontem (29), o The Ringer revelou aos Sixers a conexão entre as 5 contas do Twitter que são atribuídas a Colangelo. A equipe respondeu com uma nota do GM:

"Como muitos de meus colegas, eu uso as redes sociais para me manter em dia com as notícias. Da mesma forma que nunca postei nada nelas, eu uso a conta @phila1234567 no Twitter para monitorar nossa indústria e outros eventos do momento. Esse assunto está me incomodando em diversos níveis e eu não tenho nada a ver com nenhuma dessas contas que me trouxeram à atenção, nem sei quem está por trás delas ou quais são suas motivações"

De qualquer forma, mesmo com a negativa de Colangelo, mais padrões foram observados no comportamento das contas. Por exemplo, no print da postagem do Twitter no início do artigo, "Eric Jr" dá a entender que Jahlil Okafor teve problemas físicos que o impediram de ser negociado com outro time. Essa informação nunca veio a público e só poderia ser dada por alguém intimamente envolvido na negociação.

Além disso, essa mesma conta faz esforços um tanto incomuns pra proteger a imagem de Colangelo, especialmente nesse contexto. Em resposta a um usuário que o chama de "palhaço" e o coloca abaixo de seu antecessor, Sam Hinkie, o perfil trata de defender o atual GM: "Palhaço? Por quê? O que Hinkie construiu? Meu Deus o tendencionismo é insano".

Sam Hinkie foi quem iniciou o "Processo" levando para a Philadelphia  Joel Embiid, Dario Saric e Ben Simmons. Por outro lado, Bryan Colangelo tem sido muito criticado pela troca com o Boston Celtics pela Pick °1 a fim de escolher Markelle Fultz, enquanto Jayson Tatum acabou indo para Boston e levando os Celtics às finais de conferência derrotando os próprios Sixers.

Bryan Colangelo e o caso das contas falsas do Twitter: Como o GM dos 76ers ficou contra a parede
Bryan Colangelo ao escolher Markelle Fultz na pick n° 1 de 2017 (Foto: NBA)

A conta Eric Jr foi criada em Abril de 2016, mesmo mês em que Colangelo foi contratado pela franquia de Philadelphia. Em sua bio, a conta afirma ser um "basketball lifer", algo como "vivenciador do basquete" e coloca como localização "South Philly", exatamente onde fica a Wells Fargo Center, casa dos Sixers.

As 5 contas atribuídas a Colangelo também seguem um perfil com o nome Warren LeGarie, fundador da Las Vegas Summer League e que foi um agente que  representou o executivo no passado.

São muitas as evidências que apontam Colangelo como sendo, de fato, o nome por trás dessas contas. Existem muitas outras provas apontadas na reportagem que levam à essa conclusão, que você pode verificar direto no portal The Ringer.

Embora nada tenha sido provado, o fato é que Colangelo sairá arranhado dessa história. Ele mesmo negou o acontecido a Joel Embiid, de acordo com Adrian Wojnarowski, da ESPN americana, mas está sob desconfiança. A reportagem do The Ringer parece ser incontestável, mas até que se prove o contrário, é necessário aguardar e é isso que, ao que parece, os Sixers vão fazer antes de tomar uma decisão.

Veja Também:

Artigos Relacionados

Sobre o Autor:

William Barbosa

William Barbosa

Fã da NBA na época do NBA Jam do SNES, viveu um tempo de quarentena até passar a acompanhar novamente a partir do basquete-arte do Golden State Warriors.

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Bryan Colangelo e o caso das contas falsas do Twitter: Como o GM dos 76ers ficou contra a parede

Enviando Comentário Fechar :/

©2015 - 2019 Sobe a Bola - Todos os direitos reservados.