- atualizado em

Como funciona o All Star Game da NBA?

Saiba mais sobre o All Star Wekeend, Rising Star Challenge, Skills Challenge, Three Point Contest, Slam Dunk Contest e All Star Game

Como funciona o All Star Game da NBA?
Jordan pratica o bom e velho "trash talk" com Kobe no All Star Game de 2003 (Foto: si.com)

O All Star Game, ou Jogo das Estrelas é um evento festivo da NBA que acontece desde 1951.

O jogo envolve os melhores jogadores da liga e pode ser considerado uma ótima vitrine para quem quer conhecer “a nata” da NBA.

Claro que essa escolha dos melhores envolve critérios que muitas vezes são pessoais e por isso sempre geram polemicas e questionamentos... Até porque, entre os anos de 1974 e 2016 os titulares eram eleitos por voto popular e com isso muitas vezes a “popularidade” do jogador acabava pesando mais do que o “merecimento”.

Como funciona o All Star Game da NBA?
Magic contra Jordan no ASG de 1987 (Foto: Hit The Glass)

Porém, justamente para evitar algumas escolhas “estranhas” (por exemplo, Zaza Pachulia quase foi All Star em 2016 por causa de uma campanha de votação na Geórgia) a NBA mudou as regras de seleção dos titulares.

A partir de 2017 a escolha é composta de uma média ponderada onde 50% vem dos votos dos fãs, 25% dos próprios jogadores e 25% de jornalistas especializado indicados pela liga. Não que isso evite as polêmicas (rs), mas pelo menos evita as “distorções populistas”.

Essa votação indica os 10 titulares, 5 de cada conferência, sendo 3 jogadores de “frontcourt” (pivôs, alas-pivôs e alas) e 2 jogadores de “backcourt” (armadores e alas-armadores).

Já os 7 reservas de cada conferência são indicados pelos técnicos da liga, sendo 3 jogadores de “frontcourt”, 2 de “backcourt” e 2 livres (de qualquer posição).

Até 2017 o jogo respeitava o formato Conferência Leste x Conferência Oeste, com um recorde de 37 vitórias do Leste contra 29 do Oeste. Só que recentemente a competitividade do evento vinha sendo questionada e muitas vezes parecia que os jogadores, ao invés de buscar a vitória, estavam apenas atrás de recordes – individuais ou coletivos.

Ora, tudo bem que é mesmo um momento de festa e descontração, onde os atletas saem do ritmo alucinante da temporada regular e encontram outros atletas, além de toda a mídia e fãs.

Veja uma prova disso nessa dança de Shaq, LeBron e Dwight Howard em 2007:

No entanto, a competição deve ser inerente ao jogo de basquete e com isso a NBA propôs mudanças...

E em 2018, ao invés do duelo Leste x Oeste, a NBA terá um duelo entre 2 times formados pelos jogadores mais votados em cada conferência – chamados de capitães. Assim, se respeitou o equilíbrio entre as conferências – cada uma tem 12 representantes -, mas se buscou uma maior rivalidade com essa escolha dos times, no melhor estilo quadra de rua.

Cada capitão escolhe seus titulares de forma alternada – a 1ª escolha fica com o mais votado no geral – e depois passa à indicação dos reservas.

Resta saber se o jogo será mais “pegado” por conta disso. Mas é inegável ver algumas combinações improváveis, jogadores do mesmo time em lados opostos ou mesmo algumas rivalidades pré-existentes...

Outra mudança feita em 2018 em busca de mais competividade foi o aumento da premiação, com cada jogador do time vencedor recebendo um prêmio de 100 mil dólares, contra 25 mil para os perdedores.

Que venha mais um show pela frente!

E que o All Star Game possa continuar nos trazendo momentos épicos como esse de Magic Johnson em 1992:

Técnicos

Os comandantes de cada time no All Star Game são os técnicos com a melhor campanha em cada conferência, com a exceção de um treinador não poder ir ao jogo em anos consecutivos. Ou seja, se o mesmo time lidera uma conferência da NBA em temporadas consecutivas, automaticamente assume o técnico do time com a 2ª melhor campanha.

All Star Wekeend

O All Star Game não é um jogo isolado e sim faz parte de um evento maior, o All Star Wekeend, ou Final de Semana das Estrelas.

Essa parada no campeonato serve para a “confraternização” entre os astros, mas também poderá ser utilizada a partir de 2018 para que os atletas trocados até a data limite de negociações (“trade deadline”) façam suas mudanças – antes da antecipação da “trade deadline” para antes do All Star Wekeend há relatos de jogadores trocados durante o Jogo das Estrelas que sequer voltaram à sua casa... Ossos do ofício...

O evento começa na sexta-feira e desde 2003 começa com o Jogo das Celebridades, um evento envolvendo nomes da música, tv, cinema, outros esportes, ex-jogadores da NBA e jogadoras da WNBA.

Para os brasileiros a edição de 2017 do Jogo das Celebridades foi marcante, pois representou a “estreia” da lenda Oscar Schmidt no melhor basquete do mundo – o “mão santa” havia sido draftado pelo New Jersey Nets em 1984, mas nunca foi para a NBA para não ser impedido de jogar pela seleção brasileira, conforme regras da época.

Como funciona o All Star Game da NBA?
Oscar e Marc Cuban, dono dos Mavs, no Jogo das Celebridades de 2017 (Foto: Theo Warg-Getty Images)

Depois disso, ainda na sexta, acontece o Rising Stars Challenge (Jogo dos Novatos), um jogo que começou em 1994 e envolve os calouros e os jogadores de 2º ano. Esse duelo já teve vários formatos, mas desde 2015 temos um time formado por jogadores americanos, contra um time de jogadores do resto do mundo – nada mais atual, dentro da liga globalizada da atualidade.

O histórico recente traz 3 vitórias do Time Mundo (2015, 2017 e 2018) e uma da Time USA (2016).

Veja todos os MVP dos jogos entre “rookies” e “sophomores”:

  • 1994 – Penny Hardaway – Orlando Magic
  • 1995 – Eddie Jones – Los Angeles Lakers
  • 1996 – Damon Stoudamire – Toronto Raptors
  • 1997 – Allen Iverson – Philadelphia 76ers
  • 1998 – Zydrunas Ilgauskas – Cleveland Cavaliers
  • 1999 - lockout
  • 2000 – Elton Brand – Chicago Bulls
  • 2001 – Wally Szczerbiak – Minnesota Timberwolves
  • 2002 – Jason Richardson – Golden State Warriors
  • 2003 – Gilbert Aernas - Golden State Warriors
  • 2004 – Amar´e Stoudemire – Phoenix Suns
  • 2005 – Carmelo Anthony – Denver Nuggets
  • 2006 – Andre Iguodala Philadelphia 76ers
  • 2007 – David Lee – New York Knicks
  • 2008 – Daniel Gibson – Cleveland Cavaliers
  • 2009 – Kevin Durant – OKC Thunder
  • 2010 – Tyreke Evans (Sacramento Kings) e DeJuan Blair (San Antonio Spurs)
  • 2011 – John Wall – Washington Wizards
  • 2012 – Kyrie Irving – Cleveland Cavaliers
  • 2013 – Kenneth Faried – Denver Nuggets
  • 2014 – Andre Drummond – Detroit Pistons
  • 2015 – Andrew Wiggins – Minnestota Timberwolves
  • 2016 – Zach LaVine - Minnestota Timberwolves
  • 2017 – Jamal Murray – Denver Nuggets
  • 2018 - Bogdan Bogdanovic - Sacramento Kings

Veja um momento marcante em 2014, com um "duelo" entre Dion Waiters e Tim Hardaway Jr durante o jogo da "molecada:

Passando para o sábado, a NBA privilegia algumas competições individuais, começando com o Skill Challenge, ou Desafio de Habilidades.

O evento começou em 2003 e consiste em um desafio envolvendo controle de bola, passes e arremessos. Até 2016 costumava ser disputado entre os “baixinhos” e aparentemente mais habilidosos. Porém, nas 2 últimas edições os “grandões” não apenas entraram na disputa como levaram, com Karl-Anthony Towns em 2016 e Kristaps Porzingis em 2017.

Veja toda a habilidade do letão:

E conheça os vencedores do Torneio de Habilidades:

  • 2003 – Jason Kidd – New Jersey Nets
  • 2004 – Baron Davis – New Orleans Hornets
  • 2005 – Steve Nash – Phoenix Suns
  • 2006 – Dwyane Wade – Miami Heat
  • 2007 - Dwyane Wade - Miami Heat
  • 2008 – Deron Williams – Utah Jazz
  • 2009 – Derrick Rose – Chicago Bulls
  • 2010 – Steve Nash – Phoenix Suns
  • 2011 – Stephen Curry – Golden State Warriors
  • 2012 – Tony Parker – San Antonio Spurs
  • 2013 – Damian Lillard – Portland Trail Blazers
  • 2014 – Damian Lillard (Portland Trail Blazers ) e Trey Burke (Utah Jazz) - a disputa foi em duplas em 2014
  • 2015 – Patrick Beverley – Houston Rockets
  • 2016 – Karl-Anthony Towns – Minnesota Timberwolves
  • 2017 – Kristaps Porzingis – New York Knicks
  • 2018 - Spencer Dinwiddie - Brooklyn Nets

O 2º evento do sábado é o Three Point Contest, o famoso Campeonato de 3 Pontos, que consagra os maiores “gatilhos” da NBA!

O campeonato teve início em 1986 e recentemente consagrou nomes como Kyrie Irving, Stephen Curry, Klay Thompson e Eric Gordon.

Como funciona o All Star Game da NBA?
Curry venceu o torneio em 2015 com o recorde de 27 pontos na Final (Foto: cbssports)

Veja a lista de todos os campeões:

  • 1986 – Larry Bird – Boston Celtics
  • 1987 - Larry Bird – Boston Celtics
  • 1988 - Larry Bird – Boston Celtics
  • 1989 – Dale Ellis – Seatte Supersonics
  • 1990 – Craig Hodges – Chicago Bulls
  • 1991 – Craig Hodges – Chicago Bulls
  • 1992 – Craig Hodges – Chicago Bulls
  • 1993 – Mark Price – Cleveland Cavaliers
  • 1994 - Mark Price – Cleveland Cavaliers
  • 1995 – Glen Rice – Miami Heat
  • 1996 – Tim Legler – Washington Bullets
  • 1997 – Steve Kerr – Chicago Bulls
  • 1998 – Jeff Hornacek – Utah Jazz
  • 1999 – lockout
  • 2000 - Jeff Hornacek – Utah Jazz
  • 2001 – Ray Allen – Milwaukee Bucks
  • 2002 – Peja Stojakovic – Sacramento Kings
  • 2003 - Peja Stojakovic – Sacramento Kings
  • 2004 – Voshon Lenard – Denver Nuggets
  • 2005 – Quentin Richardson – Phoenix Suns
  • 2006 – Dirk Nowitzki – Dallas Mavericks
  • 2007 – Jason Kapono – Miami Heat
  • 2008 – Jason Kapono – Toronto Raptors
  • 2009 – Daequan Cook – Miami Heat
  • 2010 – Paul Pierce – Boston Celtics
  • 2011 – James Jones – Miami Heat
  • 2012 – Kevin Love – Minnesota Timberwolves
  • 2013 – Kyrie Irving – Cleveland Cavaliers
  • 2014 – Marco Belinelli – San Antonio Spurs
  • 2015 – Stephen Curry – Golden State Warriors
  • 2016 – Klay Thompson – Golden State Warriors
  • 2017 – Eric Gordon – Houston Rockets
  • 2018 - Devin Booker - Phoenix Suns

Confira o show de Craig Hodges um jogador pouco conhecido dos Bulls, mas que acertou 19 bolas seguidas no torneio de 1991:

E fechando a 2ª noite do All Star Weekend, temos o Slam Dunk Contest, o bom e velho Campeonato de Enterradas.

A competição começou em 1984 e viveu seu auge ainda nos anos 80, com títulos de nomes como Michael Jordan e Dominique Wilkins. Já no final dos anos 90 Kobe Bryant venceu o torneio quando calouro, enquanto a partir dos anos 2000 tivemos títulos de Vince Carter, Dwight Howard e Blake Griffin.

E também cabe destacar as vitórias dos baixinhos Spud Webb (1986) e Nate Robinson (2006, 2009 e 2010).

Só que a cada ano a competição parece perder seus atrativos e acabamos vendo alguns nomes desconhecidos do público em geral, mas presentes apenas em “melhores momentos” – o melhor exemplo disso foi a participação em 2017 de Derrick Jones Jr, diretamente da G League – liga de desenvolvimento da NBA.

A exceção recente de qualidade ficou por conta os duelo entre Aaron Gordon e Zach LaVine em 2016, em um dos melhores torneios de enterrada da história.

Permanecemos sempre na esperança de ver algo inovador e empolgante nesse evento que traz toda a “mágica” da NBA em sua mais pura essência de show!

Confira todos os “dunkers” consagrados no torneio:

  • 1984 – Larry Nance – Phoenix Suns
  • 1985 – Dominique Wilkins – Atlanta Hawks
  • 1986 – Spud Webb – Atlanta Hawks
  • 1987 – Michael Jordan – Chicago Bulls
  • 1988 - Michael Jordan  – Chicago Bulls
  • 1989 – Kenny Walker – New York Knicks
  • 1990 – Dominique Wilkins – Atlanta Hawks
  • 1991 – Dee Brown – Boston Celtics
  • 1992 – Cedric Ceballos – Phoenix Suns
  • 1993 – Harold Miner – Miami Heat
  • 1994 – Isaiah Rider – Minnesota Timberwolves
  • 1995 – Harold Miner – Miami Heat
  • 1996 – Brent Barry – Los Angeles Clippers
  • 1997 – Kobe Bryant – Los Angeles Lakers
  • 1998 – não aconteceu
  • 1999 – lockout
  • 2000 – Vince Carter – Toronto Raptors
  • 2001 – Desmond Mason – Seatte Supersonics
  • 2002 – Jason Richardson – Golden State Warriors
  • 2003 - Jason Richardson – Golden State Warriors
  • 2004 – Fred Jones – Indiana Pacers
  • 2005 – Josh Smith – Atlanta Hawks
  • 2006 – Nate Robinson – New York Knicks
  • 2007 – Gerald Green – Boston Celtics
  • 2008 – Dwight Howard – Orlando Magic
  • 2009 – Nate Robinson – New York Knicks
  • 2010 – Nate Robinson – New York Knicks
  • 2011 – Blake Griffin – Los Angeles Clippers
  • 2012 – Jeremy Evans – Utah Jazz
  • 2013 – Terrence Ross – Toronto Raptors
  • 2014 – John Wall – Washington Wizards
  • 2015 – Zach LaVine – Minnesota Timberwolves
  • 2016 – Zach LaVine – Minnesota Timberwolves
  • 2017 – Glenn Robinson III – Indiana Pacers
  • 2018 - Donovan Mitchell - Utah Jazz

Veja as melhores enterradas de todos os torneios entre 1984 e 2016:

Além do que já citamos, já houveram outros eventos, como um desafio de arremessos com um jogador atual, um ex-jogador e uma jogadora da NBA, mas atualmente temos apenas os 3 eventos já citados.

E a “cereja” do bolo é realmente o All Star Game no domingo.

Como funciona o All Star Game da NBA?
Shaq e Kobe dividiram o Prêmio de MVP em 2009 (Foto: New York Daily News)

Confira o histórico do jogo, com o placar e o MVP desde a sua criação:

Ano   -        Placar              -                 Cidade          -                MVP

1951     East 111, West 94        Boston, Massachusetts    Ed Macauley, Boston Celtics

1952     East 108, West 91        Boston, Massachusetts    Paul Arizin, Philadelphia Warriors

1953     West 79, East 75          Fort Wayne, Indiana        George Mikan, Minneapolis Lakers

1954     East 98, West 93 (OT) New York City, New York   Bob Cousy, Boston Celtics

1955     East 100, West 91        New York City, New York  Bill Sharman, Boston Celtics

1956     West 108, East 94        Rochester, New York        Bob Pettit, St. Louis Hawks

1957     East 109, West 97        Boston, Massachusetts     Bob Cousy, Boston Celtics

1958     East 130, West 118      St. Louis, Missouri            Bob Pettit, St. Louis Hawks

1959     West 124, East 108      Detroit, Michigan             Elgin Baylor, Minneapolis Lakers e Bob Pettit, St. Louis Hawks

1960     East 125, West 115      Philadelphia, Pennsylvania Wilt Chamberlain, Philadelphia Warriors

1961     West 153, East 131      Syracuse, New York          Oscar Robertson, Cincinnati Royals

1962     West 150, East 130      St. Louis, Missouri            Bob Pettit, St. Louis Hawks

1963     East 115, West 108      Los Angeles, California      Bill Russell, Boston Celtics

1964     East 111, West 107      Boston, Massachusetts      Oscar Robertson, Cincinnati Royals

1965     East 124, West 123      St. Louis, Missouri            Jerry Lucas, Cincinnati Royals

1966     East 137, West 94        Cincinnati, Ohio               Adrian Smith, Cincinnati Royals

1967     West 135, East 120      Daly City, California          Rick Barry, San Francisco Warriors

1968     East 144, West 124      New York City, New York   Hal Greer, Philadelphia 76ers

1969     East 123, West 112      Baltimore, Maryland         Oscar Robertson, Cincinnati Royals

1970     East 142, West 135      Philadelphia, Pennsylvania  Willis Reed, New York Knicks

1971     West 108, East 107      San Diego, California         Lenny Wilkens, Seattle SuperSonics

1972     West 112, East 110      Inglewood, California         Jerry West, Los Angeles Lakers

1973     East 104, West 84        Chicago, Illinois                 Dave Cowens, Boston Celtics

1974     West 134, East 123      Seattle, Washington           Bob Lanier, Detroit Pistons

1975     East 108, West 102      Phoenix, Arizona                Walt Frazier, New York Knicks

1976     East 123, West 109      Philadelphia, Pennsylvania  Dave Bing, Washington Bullets

1977     West 125, East 124      Milwaukee, Wisconsin        Julius Erving, Philadelphia 76ers

1978     East 133, West 125      Atlanta, Georgia                Randy Smith, Buffalo Braves

1979     West 134, East 129      Pontiac, Michigan               David Thompson, Denver Nuggets

1980     East 144, West 136 (OT) Landover, Maryland         George Gervin, San Antonio Spurs

1981     East 123, West 120       Richfield, Ohio                  Nate Archibald, Boston Celtics

1982     East 120, West 118       East Rutherford, New Jersey Larry Bird, Boston Celtics

1983     East 132, West 123       Inglewood, California         Julius Erving, Philadelphia 76ers

1984     East 154, West 145 (OT) Denver, Colorado             Isiah Thomas, Detroit Pistons

1985     West 140, East 129       Indianapolis, Indiana         Ralph Sampson, Houston Rockets

1986     East 139, West 132       Dallas, Texas                     Isiah Thomas, Detroit Pistons

1987     West 154, East 149 (OT) Seattle, Washington         Tom Chambers, Seattle SuperSonics

1988     East 138, West 133       Chicago, Illinois                 Michael Jordan, Chicago Bulls

1989     West 143, East 134       Houston, Texas                  Karl Malone, Utah Jazz

1990     East 130, West 113       Miami, Florida                    Magic Johnson, Los Angeles Lakers

1991     East 116, West 114       Charlotte, North Carolina    Charles Barkley, Philadelphia 76ers

1992     West 153, East 113       Orlando, Florida                 Magic Johnson, Los Angeles Lakers

1993     West 135, East 132 (OT) Salt Lake City, Utah          Karl Malone, Utah Jazz e John Stockton, Utah Jazz

1994      East 127, West 118      Minneapolis, Minnesota       Scottie Pippen, Chicago Bulls

1995      West 139, East 112      Phoenix, Arizona                Mitch Richmond, Sacramento Kings

1996      East 129, West 118      San Antonio, Texas            Michael Jordan, Chicago Bulls

1997      East 132, West 120      Cleveland, Ohio                 Glen Rice, Charlotte Hornets

1998      East 135, West 114      New York City, New York     Michael Jordan, Chicago Bulls

1999      lockout

2000     West 137, East 126       Oakland, California             Tim Duncan, San Antonio Spurs e Shaquille O'Neal, Los Angeles Lakers

2001     East 111, West 110       Washington, D.C.               Allen Iverson, Philadelphia 76ers

2002     West 135, East 120       Philadelphia, Pennsylvania  Kobe Bryant, Los Angeles Lakers

2003     West 155, East 145 (2 OT) Atlanta, Georgia            Kevin Garnett, Minnesota Timberwolves

2004     West 136, East 132        Los Angeles, California      Shaquille O'Neal, Los Angeles Lakers

2005     East 125, West 115        Denver, Colorado              Allen Iverson, Philadelphia 76ers

2006     East 122, West 120        Houston, Texas                 LeBron James, Cleveland Cavaliers

2007     West 153, East 132        Las Vegas, Nevada            Kobe Bryant , Los Angeles Lakers

2008     East 134, West 128        New Orleans, Louisiana     LeBron James, Cleveland Cavaliers

2009     West 146, East 119        Phoenix, Arizona               Kobe Bryant, Los Angeles Lakers e Shaquille O'Neal, Phoenix Suns

2010     East 141, West 139       Arlington, Texas                 Dwyane Wade, Miami Heat

2011     West 148, East 143       Los Angeles, California        Kobe Bryant, Los Angeles Lakers

2012     West 152, East 149       Orlando, Florida                  Kevin Durant, OKC Thunder

2013     West 143, East 138       Houston, Texas                   Chris Paul, Los Angeles Clippers

2014     East 163, West 155       New Orleans, Louisiana       Kyrie Irving, Cleveland Cavaliers

2015     West 163, East 158       New York City, New York     Russell Westbrook, OKC Thunder

2016     West 196, East 173       Toronto, Ontario                Russell Westbrook, OKC Thunder

2017     West 192, East 182       New Orleans, Louisiana       Anthony Davis, New Orleans Pelicans

2018     Team LeBron 148, Team Stephen 145    Los Angeles, California.    LeBron James, Cleveland Cavaliers

2019                                                                 Charlotte, North Carolina           

2020                                                                 Chicago, Illinois

2021                                                                 Indianapolis, Indiana

* East – conferência Leste

* West – conferência Oeste

Recordes

Individuais

Mais Prêmios de MVP

  • Bob Pettit - 4 (1956, 1958, 1959, 1962)
  • Kobe Bryant - 4 (2002, 2007, 2009, 2011)
Como funciona o All Star Game da NBA?
Bob Pettit recebe um dos seus troféus de MVP do ASG (Foto: NBA-Getty Images)

Mais Prêmios de MVP consecutivos

  • Bob Pettit - 2 (1958, 1959)
  • Russell Westbrook – 2 (2015, 2016)

Mais seleções para o jogo (incluindo anos em que foi indicado, mas ficou fora por lesão)

  • Kareem Abdul-Jabbar – 19

Mais seleções consecutivas

  • Kobe Bryant – 17
Como funciona o All Star Game da NBA?
LeBron chama Kobe para o 1 x1 no último ASG do craque dos Lakers (Foto: fox sports)

Mais jogos disputados

  • Kareem Abdul-Jabbar – 18

Mais jogos como titular

  • Kobe Bryant – 15

Mais jogos consecutivos como titular

  • LeBron James – 14

Melhor média de pontos (mínimo de 3 jogos)

  • Anthony Davis – 28.7

Mais pontos totais

  • LeBron James – 314

Mais pontos em um jogo

  • Anthony Davis – 52 (2017)

Veja o show do "Monocelha" em 2017:

Mais pontos em um tempo

  • Anthony Davis – 30 (2017)

Mais pontos em um quarto

  • Anthony Davis – 20 (2017)
  • Glen Rice – 20 (1997)

Mais rebotes totais

  • Wilt Chamberlain – 197

Melhor média de rebotes

  • Bob Pettit – 16.2

Mais rebotes em um jogo

  • Bob Pettit – 27 (1962)

Mais rebotes em um tempo

  • Bob Pettit – 16 (1962)
  • Wilt Chamberlain – 16 (1960)

Mais rebotes em um quarto

  • Bob Pettit – 10 (1962)

Mais assistências totais

  • Magic Johnson – 127

Melhor média de assistências

  • Chris Paul – 13.3

Mais assistências em um jogo

  • Magic Johnson – 22 (1984)

Mais assistências em um tempo

  • Magic Johnson – 13 (1984)

Mais assistências em um quarto

  • John Stockton – 9 (1989)

Melhor percentual de arremessos

  • Brandon Roy – 83.3%

Mais arremessos convertidos totais

  • LeBron James – 129
Como funciona o All Star Game da NBA?
LeBron comemora após enterrada no ASG de 2016 (Foto: NBA.com)

Mais arremessos convertidos em um jogo

  • Anthony Davis – 26 (2017)

Mais arremessos convertidos em um tempo

  • Anthony Davis – 15 (2017)

Mais arremessos convertidos em um quarto

  • Anthony Davis – 10 (2017)

Melhor percentual de lances livres

  • Archie Clark – 100%
  • Gary Payton – 100%
  • Clyde Drexler – 100%

Mais lances livres convertidos totais

  • Elgin Baylor – 78

Mais lances livres convertidos em um jogo

  • Elgin Baylor – 12 (1962)
  • Oscar Roberson – 12 (1965)

Mais lances livres convertidos em um tempo

  • Zelmo Beaty – 10 (1966)

Mais arremessos convertidos em um quarto

  • Zelmo Beaty – 9 (1966)
  • Julius Erving – 9 (1978)

Melhor percentual em bolas de 3

  • Glen Rice – 60%

Mais bolas de 3 convertidas totais

  • LeBron James – 31

Mais bolas de 3 convertidas em um jogo

  • Paul George – 9 (2016)

Mais bolas de 3 convertidas em um tempo

  • Russell Westbrook – 7 (2016)
Como funciona o All Star Game da NBA?
Westbrook foi o MVP do ASG de 2016 (Foto: el pais.com)

Mais roubos de bola totais

  • Kobe Bryant – 38

Melhor média de roubos de bola

  • Rick Barry – 3.2

Mais roubos de bola em um jogo

  • Rick Barry – 8 (1975)

Mais roubos de bola em um tempo

  • Larry Bird – 5 (1986)

Mais roubos de bola em um quarto

  • Larry Bird – 4 (1986)
  • Fred Brown – 4 (1976)
  • Isiah Thomas – 4 (1989)

Mais tocos totais

  • Kareem Abdul-Jabbar - 31
Como funciona o All Star Game da NBA?
Kareem marca Pat Ewing no ASG de 1989 (Foto: sportige-Getty Images)

Melhor média de tocos

  • Alonzo Mourning – 2.0

Mais tocos em um jogo

  • Kareem Abdul-Jabbar – 6 (1980)

Mais tocos em um tempo

  • Kareem Abdul-Jabbar – 4 (1980)
  • Michael Jordan – 4 (1988)
  • Hakeem Olajuwon – 4 (1994)

Mais tocos em um quarto

  • Kareem Abdul-Jabbar – 4 (1980)

Triplos duplos

Michael Jordan – 14 pontos, 11 rebotes, 11 assistências em 26 min (1997)

LeBron James – 29 pontos, 12 rebotes, 10 assistências em 32 min (2011)

Dwyane Wade – 24 pontos, 10 rebotes, 10 assistências em 33 min (2012)

Kevin Durant – 21 pontos, 10 rebotes, 10 assistências em 27 min (2017)

Times

Mais pontos de uma equipe

  • 196 – Oeste (2016)

Mais pontos combinados

  • 374 (2017)

Mais pontos em um tempo de uma equipe

  • 104 – Oeste (2016)

Mais pontos em um tempo combinados

  • 189 (2017)

Mais pontos em um quarto de uma equipe

  • 53 – Oeste (2016)
  • 53 – Leste (2017)

Mais pontos em um quarto combinados

  • 101 (2017)

Maior margem de uma vitória

  • 40 (153 x 113) – Oeste (1992)

Melhor % de arremessos

  • 65.3% - Oeste (1992)

Mais bolas de 3 convertidas

  • 31 – Oeste (2016)

Mais rebotes de uma equipe

  • 83 – Leste (1966)

Mais assistências de uma equipe

  • 60 – Oeste (2017)

Mais roubos de bola de uma equipe

  • 24 – Leste (1989)

Mais tocos de uma equipe

  • 16 – Oeste (1980 – OT)
  • 12 – Oeste (1994)

All Star Weekend

Mais títulos do Skill Challenge

  • Dwyane Wade – 2 (2006-07)
  • Steve Nash – 2 (2005 e 2010)
  • Damian Lillatd – 2 (2013-14)
Como funciona o All Star Game da NBA?
O baixinho Nate Robinson vira o "KryptoNate" para vencer o "Superman" Howard em 2009 (Foto: Houston Chronicle)

Mais títulos do campeonato de enterradas

  • Nate Robinson – 3 (2006, 2009-10)

Mais títulos do campeonato de bolas de 3

  • Larry Bird – 3 (1986-87-88)
  • Craig Hodges – 3 (1990-91-92)
Como funciona o All Star Game da NBA?
Larry Bird venceu o campeonato de 3 pontos em 3 anos consecutivos (Foto: insidehoops.com)

Recordes do Jogos dos Novatos:

  • Pontos – Kevin Durant – 46 (2009)
  • Rebotes – Andre Drummond – 25 (2014)
  • Assistências – John Wall – 22 (2011)
  • Roubos – Chris Paul – 9 (2007)
  • Tocos – Steven Adams – 4 (2014)
  • Bolas de 3 convertidas – Daniel Gibson – 11 (2008)
  • % de arremessos – David Lee – 100% (14-14) (2007)

Confira KD brilhando quando ainda era um jovem em seu 2º ano na liga:

#ILoveThisGame #Entre4Linhas

Curta: www.facebook.com/entrequatrolinhas 

Veja Também:

Artigos Relacionados

Sobre o Autor:

André C. Rocha

André C. Rocha

Apaixonado pela NBA desde que viu o Dream Team em 92, torcedor do Bulls e defensor da tese de que "73 não vale nada sem um título". Desde de 2014 tem um tumblr sobe esportes e que tem como assunto principal o basquete: http://entrequatrolinhas.tumblr.com

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Como funciona o All Star Game da NBA?

Enviando Comentário Fechar :/

©2015 - 2018 Sobe a Bola - Todos os direitos reservados.