- atualizado em

Markelle Fultz diagnosticado com síndrome rara no ombro

Armador do Philadelphia 76ers e 1ª escolha do draft de 2017, Markelle Fultz mais uma vez desfalca o time após diagnóstico de síndrome rara no ombro

Markelle Fultz diagnosticado com síndrome rara no ombro

Markelle Fultz era quase uma unanimidade ao ser selecionado na 1ª posição do draft de 2017.

Tanto que o Philadelphia 76ers mandou sua 3ª escolha + sua escolha de 1ª rodada em 2019 (ou a de Sacramento, a que seja melhor) para subir 2 posições e selecionar o armador.

Fultz era considerado um "combo guard" que poderia jogar nas posições 1 e 2 por criar jogadas e ter um arremesso confiável.

Leia aqui nossa análise feita à época. 

E veja um vídeo sobre as qualidade do jovem jogador na Universidade de Washington:  

Porém, já na pré-temporada Fultz se lesionou e isso acabou sendo a tônica de seu 1º ano na NBA. E, pior do que isso, os questionamentos passaram a ser se o problema era físico ou até psicológico.

Afinal, como alguém podia "desaprender" a arremessar?

Um retorno sem muitos minutos no final da temporada e a esperança de que a temporada 2018-19 poderia ser diferente.

Veio então outubro, Fultz ser tornou titular do time, mas o desempenho ainda deixou a desejar.

E após lances livres exóticos (um com direito à "paradinha" e outro no estilo "batata quente") e a chegada de Jimmy Butler, Markelle voltou para o banco e agora está afastado do time mais uma vez.

O armador consultou vários profissionais, foi a Nova Iorque - no melhor estilo Kawhi Leonard - e o diagnóstico oficial é de que ele tem uma síndrome de compressão torácica, que limita seus movimentos do ombro e que precisa de 3 a 6 semanas de tratamento.

Ou seja, tudo que ele teve foi decorrente dos sintomas resultantes da compressão neurovascular na via torácica - especificamente na região entre  o pescoço e o ombro -, onde os principais vasos sanguíneos e nervos viajam para suprir a extremidade superior.

Bizarro, não?

Não o diagnóstico ou o problema em si, mas tudo o que resultou de toda essa situação.

Tomara que ele de fato se recupere e que não se torne mais uma decepção enter as primeiras escolhas do draft, como nos casos de Anthony Bennett, Greg Oden ou Kwame Brown - cada qual por seu motivo.

Ou então, os Sixers terão que sempre conviver com o fato de que deixaram passar nomes como os de Jayson Tatum, Lonzo Ball, Lauri Markkanen, De´Aaron Fox, Dennis Smith Jr, Donovan MitchellJohn CollinsKyle Kuzma para selecionar Fultz...

Bryan Colangelo foi o responsável pela seleção de Markelle Fultz pelos Sixers (Foto: Matt Slocum-AP Photo)
Bryan Colangelo foi o responsável pela seleção de Markelle Fultz pelos Sixers (Foto: Matt Slocum-AP Photo)

A escolha mais certa, mas que pode ter se tonado a opção mais errada.

Imagine um time com Ben Simmons, JJ Redick, Butler, Tatum e Joel Embiid.

Poderia dar trabalho, não?

Veja Também:

Artigos Relacionados

É hora de dar tchau

É hora de dar tchau

Depois de ótimos anos compartilhando da paixão pela NBA com vocês, vamos dar um tempo para nos dedicarmos a projetos pessoais

Sobre o Autor:

André C. Rocha

André C. Rocha

Apaixonado pela NBA desde que viu o Dream Team em 92, torcedor do Bulls e defensor da tese de que "73 não vale nada sem um título". Autor dos perfis Entrequatrolinhas no FB (facebook.com/entrequatrolinhas) e TWT (twitter.com/andre_c_rocha).

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Markelle Fultz diagnosticado com síndrome rara no ombro

Enviando Comentário Fechar :/

©2015 - 2019 Sobe a Bola - Todos os direitos reservados.