- atualizado em

O basquetebol é o ópio do povo

O basquete nos ajuda a ver com mais leveza as coisas de nosso dia a dia: a gente se diverte e se distrai. Mas não fechamos os olhos para nossa realidade.

O basquetebol é o ópio do povo
exame.com

Ok, a gente sabe que a frase original não é assim. Mas Nelson Rodrigues escreveu pra um público específico e nosso negócio é basquete. Acho que ele não vai se revirar tanto no túmulo por uma simples paráfrase.

Até porque, no nosso caso, a ideia faz total sentido. O basquetebol é o ópio do nosso povo e cumpre muito bem a função de nos distrair e nos permitir momentos de distanciamento de nossa realidade. E acho importante falarmos um pouco disso hoje.

Não é porque somos fanáticos por basquete que a realidade ao nosso redor não importa para a gente. Importa até demais. A gente só aproveita o bom do nosso esporte favorito para lidar melhor com ela. 

Ontem tivemos o segundo turno de nossa eleição presidencial e, durante todo o pleito, você não viu comentários aqui no Sobe a Bola sobre o processo. Você sabe em quem a gente votou para MVP da temporada, mas não sabe quais são as nossas preferências políticas. Porque nosso papel aqui é ajudar com a parte do ópio.

Gasol participa do resgate de refugiados
Torcedor também vota. (imagem: TSE) 

A proposta do site é falar sobre NBA e, mais especificamente desta coluna, falar sobre a NBA aos olhos do torcedor: sobre como a gente sofre e se diverte com o esporte que amamos (falei sobre o propósito das Crônicas de um Torcedor no meu primeiro post, que você pode ler AQUI). Mas, mesmo sendo um site focado em nosso ópio, não podemos ser alheiros às coisas que acontecem ao nosso redor. Todos aqui têm sua opinião, todos têm título de eleitor. E, acredite você ou não, os jogadores que fazem nossa alegria na NBA também têm.

Alguns dos brasileiros que atuam na NBA manifestaram sua opção de voto. Como toda e qualquer opinião que as pessoas emitem, receberam apoio e crítica. E, antes de pensar em concordância a respeito do conteúdo, é importante entendermos que eles se sentiram à vontade para se manifestar.

Lebron volta e meia é apontado por seu ativismo, alguns times já declararam que não fariam a visita à Casa Branca caso fossem campeões, Marc Gasol participou de missões de resgate a imigrantes. Tudo isso é política e ela acontece dentro e fora da quadra. Nossos ídolos podem opinar sobre o que acham necessário e a liga toma os devidos cuidados para não deixar que isso comprometa o espetáculo. E nós, espectadores, ganhamos muito com isso. Não creio, pessoalmente, que uma opinião emitida por um jogador, seja ela política ou não, possa comprometer sua performance em quadra. Sua opinião pode gerar reflexos em sua imagem, empatia com o público e contratos de patrocínio. Mas não vai impactar seu desempenho. Na verdade, é importante que a gente saiba como nossos ídolos pensam sobre outros assuntos além do basquete. Aumenta nosso vínculo e identificação com eles.

O basquete não se resume às quadras. (foto: LaSexta TV)

Ajudar com a parte do ópio não quer dizer, de forma alguma, que os atletas ou nós que escrevemos aqui somos alienados. Somos fãs do melhor basquete do mundo, mas estamos 100% ligados em tudo o que ocorre a nosso redor. Até porque, se pensarmos bem, algumas decisões decorrentes das eleições podem impactar diretamente na quantidade de brasileiros que teremos na NBA em alguns anos. Ou vocês acham que, enquanto fãs do basquete, não prestamos atenção nas propostas dos candidatos que afetam o nosso esporte favorito?

O basquetebol é o ópio do povo sim. Mas o torcedor de basquete sabe opinar com muito mais propriedade e qualidade sobre política do que sobre o MVP da temporada. E sabe torcer e cobrar do seu time, do mesmo jeito que sabe torcer e cobrar de seus políticos e governantes, sendo torcedor deles ou não.

Na semana que vem voltamos à programação normal.

Veja Também:

Artigos Relacionados

Sobre o Autor:

Marcone Marques

Marcone Marques

Bancário de profissão, psicólogo por vocação e fã de basquete por paixão. Casado e com dois filhos que adoram me provocar dizendo que gostam mais de futebol do que de basquete.

Comentários

Olá, deixe seu comentário para O basquetebol é o ópio do povo

Já temos 2 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Daniel Monteiro

Daniel Monteiro

Imagina se o presidente do Brasil só fosse cobrado pelos torcedores do Boston celtics. Aí sim, o país tomaria um rumo.
★★★★★DIA 05.11.18 16h52RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Marcone Marques

Marcone Marques

Como torcedor dos Bulls, não estou em condições de falar muita coisa... kkk
★★★★★DIA 12.11.18 22h29RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/

©2015 - 2018 Sobe a Bola - Todos os direitos reservados.