- atualizado em

O torcedor explica: as posições no basquete (parte 01)

Se você ainda não entende como o basquete funciona e quais as posições do jogo, seus problemas se acabaram: vamos explicar tudo pra você!

O torcedor explica: as posições no basquete (parte 01)
layup.com.br

Volta e meia nos grupos de NBA que acompanho (no Facebook, WhatsApp, Orkut...), sempre tem alguém que fala que está começando a assistir basquete e que gostaria de ter mais informações a respeito. Sobre os times, os jogadores, as regras... tem de tudo um pouco.

Como eu sou uma pessoa benevolente e preocupada com a história e os bons rumos do esporte, resolvi fazer alguns textos explicando como essas coisas funcionam. Assim, posso falar do basquete verdadeiro, raiz, que muitos dos novos torcedores não puderam vivenciar e, equivocadamente, não se dedicam a pesquisar. E o primeiro dos temas abordados, como você viu no título do texto de hoje, é sobre as posições do basquete.

Pra começo de conversa, preciso compartilhar duas coisas com vocês:

A primeira é que, quando comecei a escrever o texto de hoje, percebi que não seria possível falar sobre o tema num dia só. Sempre faço um esforço para manter o texto da semana em apenas uma página (sério, dá um ctrl+c e ctrl+v no Word com Arial 11 que vocês vão poder conferir) porque, como diria o sábio Carteiro Jaiminho, “Preciso evitar a fadiga”. A minha e a de vocês. Então, preparem-se: vem mais textos sobre isso.

A segunda questão é: quem diabos inventou essa história de cinco ou mais posições no basquete?

Fala sério. No meu tempo, quando eu era jovem e o basquete funcionava de verdade, a gente resolvia tudo com um armador, dois alas e dois pivôs. De quem foi a ideia de girico de inventar cinco posições? E ainda falar delas em inglês? Point Guard, Small Forward, Shooting Guard, Power Forward e Center. Ou, nas respectivas siglas, PG, SF, SG, PF e C. (Vamos usar as siglas daqui por diante, combinado?).

Se você olhar no site da NBA, os caras são listados apenas como Guard, Forward ou Center. Um ou outro aparece como Guard/Forward. Por que cargas d’água alguém inventou essa história de criar várias posições?

Outro dia estava assistindo uma transmissão de jogo de basquete FIBA com comentários do grande Wlamir Marques (esse sobrenome é sinal de qualidade no basquete, pode acreditar) e ele comentava que a função de Pivô não era mais uma posição fixa, mas um papel que podia ser exercido por qualquer um dos atletas. Ou seja: um ala pode ir lá fazer o pick and roll no lugar do pivô, sem problemas. Por mais que tenha entendido o que o mestre disse e perceba cada vez mais essa tendência, isso só serviu para reforçar a minha tese de que a pluralidade nas posições não é lá essas coisas.

Hoje temos atletas que desempenham, com sucesso, mais de uma posição no jogo. Olha o tal do Lebron James, por exemplo. No site da NBA, ele é listado como Forward. Mas ele arma o jogo (PG), bate pra dentro quando precisa (SF), chuta de três (SG) e, a depender da situação, faz o ala de força (PF). Se brincar, de vez em quando ele joga na posição 5 (Center – mas a gente fala das numerações no próximo post, beleza?). Faz sentido ter tantas posições de jogo, ou o certo seria a gente conversar sobre as funções/papéis dentro de quadra?

Agora, olha só a agonia de nós, pobres torcedores: em poucas linhas fizemos uma sopa de letrinhas e jogamos tantos números que, na prática, só servem para ficarmos confusos. Volto a dizer: a gente gosta do espetáculo, deixa a numerologia pros profissionais do jogo.

E quer saber do que mais? Na semana que vem vou comparar as três posições clássicas do basquete e essas cinco modinhas que usamos hoje. Pronto! Definido o texto 2 dessa série.

Abraços e até a próxima segunda.

Veja Também:

Artigos Relacionados

Sobre o Autor:

Marcone Marques

Marcone Marques

Bancário de profissão, psicólogo por vocação e fã de basquete por paixão. Casado e com dois filhos que adoram me provocar dizendo que gostam mais de futebol do que de basquete.

Comentários

Olá, deixe seu comentário para O torcedor explica: as posições no basquete (parte 01)

Enviando Comentário Fechar :/

©2015 - 2019 Sobe a Bola - Todos os direitos reservados.