- atualizado em

Por que Shaq nunca ganhou mais de 1 MVP?

Shaquille O'Neal sempre foi conhecido por ser um dos melhores pivôs da história da NBA, saiba porque ele ganhou apenas 1 troféu de MVP em toda sua carreira

Por que Shaq nunca ganhou mais de 1 MVP?
Shaquille O'Neal foi um dos pivôs mais dominantes na NBA. (Créditos: Bleacher Report)

Shaquille O'Neal é um dos maiores jogadores da história da NBA. Ele também é um dos jogadores mais sensíveis e que marcaram a história da NBA.

Do 3 peat no Los Angeles Lakers com Kobe Bryant, a suas queixas sobre ganhar apenas um prêmio de MVP, Shaq reclamou recentemente que não sabia porque tinha ganho apenas um prêmio de melhor jogador da NBA na TNT, segundo ele, era para ele ter conquistado mais MVPs, principalmente no anos de 2005 e 2006.

Abaixo, segue uma análise de dados e comentários detalhando por que Shaq ganhou apenas um prêmio de MVP.

1992-1993 – Ano de calouro

  • Shaq na votação de MVP: 7°
  • Vencedor: Charles Barkley

Shaq era um calouro e o Magic teve 50% de aproveitamento na temporada regular. Charles Barkley, Jordan e Hakeem foram os principais candidatos ao troféu de MVP, com Barkley vencendo o prêmio.

1993-1994: O ano do sonho

  • Shaq na votação de MVP: 4° (com 21 anos)
  • Vencedor: Hakeem Olajuwon

Shaq teve estatísticas monstruosas (29/13) em sua segunda temporada e jogando os 81 jogos, o Magic terminaria a temporada com 50 vitórias. No entanto, seu desempenho não é páreo para Hakeem Olajuwon, que lidera o Rockets para a segunda melhor temporada na história da NBA (naquele tempo). Scottie Pippen, que termina em terceiro na corrida pelo MVP, leva o Bulls a 55 vitórias sem Michael Jordan.

1994-1995: Tão longe e tão perto

  • Shaq na votação de MVP: 2°
  • Vencedor: David Robinson

Shaq tem outro ano de estatísticas monstruosas, e provavelmente uma de suas melhores temporadas, com média de 29/11 (ele jogou 79 jogos), levando o Magic a 57 vitórias. Infelizmente, ele perde o MVP votando com folga para David Robinson, que tem médias de 28/11 e 3 tocos por jogo enquanto liderava o Spurs para a melhor temporada daquele ano. Hakeem, que terminou em 5º no MVP, vinga Robinson e Shaq nos playoffs ao derrotar ambos e conquistar seu segundo anel e segundo prêmio de MVP das Finais.

1995-1996: Lesões e o retorno do "GOAT"

  • Shaq na votação de MVP: 9°
  • Vencedor: Michael Jordan (Temporada 72-10 do Bulls)

Shaq jogou apenas 54 jogos e não tinha chance de ganhar o prêmio de MVP. Penny Hardaway termina em terceiro lugar na corrida pelo MVP porque o Magic ainda terminou com 60 vitórias. David Robinson termina em segundo. O ano pertence inequivocamente a Michael Jordan, que volta da aposentadoria para ter médias de 30/7/4, além de levar o Bulls a um recorde de 72 vitórias.

1996-1997: Los Angeles e mais lesões

  • Shaq na votação de MVP: 9°
  • Vencedor: Karl Malone (escolha controversa considerando que o Bulls venceu 69 jogos e Jordan era claramente o melhor jogador atuando na liga)

Com grandes expectativas em seus ombros após sua transferência para o Los Angeles Lakers, Shaq está, mais uma vez, machucado na maior parte da temporada e joga apenas 51 jogos, eliminando suas chances de ser MVP.

[Curiosidade: este foi o ano em que Kobe com 18 anos cometeu 3 air-balls contra o Jazz, começando assim a Lenda da Mamba Negra.]

1997-1998: Mais jogos perdidos

  • Shaq na votação de MVP: 4°
  • Vencedor: Michael Jordan (Com 34 anos)

Shaq mais uma vez perde mais de 20 jogos na temporada regular, embora o Lakers ganhe mais de 60 jogos e tenha em quadra 4 All Stars (Eddie Jones, Van Exel, Kobe e Shaq). Karl Malone e Payton fizeram uma ótima temporada (com mais de 80 jogos), mas perderam para Michael Jordan o troféu de melhor jogador da temporada, já com 34 anos, que tem médias de 29/6/4 para o time do Bulls que perdeu Scottie Pippen por metade da temporada.

1998-1999: Lockout diminuiu a temporada

  • Shaq na votação de MVP: 6°
  • Vencedor: Karl Malone (com 35 anos)

Em uma temporada encurtada com apenas 50 jogos disputados (para não mencionar metade dos jogadores aparecendo lamentavelmente fora de forma), Shaq tem uma boa média de 26/11, mas ganha muito menos reconhecimento do que caras como Malone, Alonzo Mourning, Duncan e Allen Iverson. Malone lidera o Jazz para a melhor temporada da liga (empatado com o Spurs), e Zo lidera o Heat para a melhor campanha no Leste. O Lakers termina em quarto no Oeste em um ano terrivelmente aquém do esperado.

1999-2000: Ano do MVP

  • Shaq na votação de MVP: 1° (finalmente!)
  • Vencedor: The Big Aristotle

Estimulado pelas motivações Zen de Phil Jackson e apoiado pelo rápido desenvolvimento de Kobe, um Shaq comprometido atinge o máximo de seu potencial e vence o prêmio de MVP quase por unanimidade (alguns votos para Allen Iverson). Durante a temporada regular, Shaq joga 40 minutos por jogo e tem médias de 30/14, levando o Lakers a 67 vitórias.

2000-2001: A narrativa de Iverson

  • Shaq na votação de MVP: 3°
  • Vencedor: Allen Iverson

O Lakers tropeça um pouco durante a temporada regular, terminando com um recorde de 56 vitórias e 26 derrotas, o time principalmente conseguiu recuperar seu bom basquete na segunda metade da temporada. Infelizmente para Shaq, as brigas com a mídia e as lutas de ego com Kobe significaram que a principal narrativa do MVP naquele ano foi a história da redenção de Allen Iverson. Iverson joga muito e leva o Sixers a uma improvável primeira posição na conferência leste enquanto vence a mesma quantidade de jogos que o Lakers. Duncan, que termina em segundo no prêmio de MVP, leva o Spurs ao melhor recorde no Oeste. Shaq teve médias para ser MVP neste ano, mas Kobe tem médias de 29/6/5 durante a temporada regular, pelo início lento do Lakers, esse não era o seu ano.

2001-2002: Mais alguns jogos perdidos

  • Shaq na votação de MVP: 3°
  • Vencedor: Tim Duncan

Shaq tem médias de 27/11, mas só joga 67 jogos, que, no contexto MVP, normalmente não é suficiente. O Lakers termina na terceira posição no Oeste e Tim Duncan é considerado o MVP porque ele joga todos os 82 jogos e tem estatísticas monstruosas. Este ano foi realmente complicado para Shaq vencer, ainda mais tendo Jason Kidd brilhando (que fazia milagre pelo Nets) e Duncan, jogando como Duncan, sendo fora de série.

2002-2003: Cura no tempo certo

  • Shaq na votação de MVP: 5° (atrás de Kobe)
  • Vencedor: Tim Duncan

Shaq joga 67 jogos e se "cura no tempo certo", mesmo com médias de 28/11 ao final da temporada, ele não tem chances de vencer o troféu de MVP, já que Kobe jogou todos os 82 jogos e tem médias de 30/7/6, enquanto Duncan lidera o Spurs na melhor temporada regular daquele ano.

2003-2004: O Super-Time original

  • Shaq na votação de MVP: 6°
  • Vencedor: Kevin Garnett

Shaq está visivelmente mais cansado nesse ano e, mais uma vez, joga 67 jogos. Com Karl Malone e Gary Payton na equipe perseguindo títulos, e com as preocupações de Kobe Bryant como se não houvesse amanhã (o caso de agressão sexual estava pairando sobre sua cabeça durante toda a temporada), o Lakers termina em segundo lugar no Oeste, mas os números de Shaq diminuem para 22/12.

Kevin Garnett foi de longe o melhor jogador da liga nesta temporada e aparece na votação de maneira quase unânime do MVP que ele recebe de maneira justa.

2004-2005: O ano mais controverso

  • Shaq na votação de MVP: 2° (muito perto)
  • Vencedor: Steve Nash

Em seu ano de mudança para o Heat "Eu deveria ter vencido o prêmio de MVP", um Shaq rejuvenescido joga 73 jogos, acumula médias de 23/10, e leva o Miami Heat a 59 vitórias, com um Dwyane Wade coadjuvante. Isso também foi na época em que todo o mundo dos esportes odiava Kobe (pois "empurrou Shaq e Phil Jackson para fora de Los Angeles"), então Shaq teve muita torcida para conseguir o prêmio de MVP, ao contrário de Kobe.

Era uma escolha fácil para ser MVP certo?

Errado, Wade (o “coadjuvante” deste time) teve médias de 24/5/7 e era igualmente valioso enquanto jogava mais alguns jogos do que o Shaq. A única razão pela qual Wade é visto como um “coadjuvante” neste momento, apesar de ter números igualmente impressionantes, é porque ele é um jogador de segundo ano na liga e ainda não entrou na consciência coletiva dos fãs da NBA (ele faria isso nas finais de 2006), então sua narrativa não ganha nenhuma consideração ao troféu de MVP.

No topo da ascensão de D-Wade, a campanha para o MVP de Shaq está lidando com a temporada revolucionária dos sete segundos ou menos Phoenix Suns. Essa equipe maluca liderada por um canadense de cabelos frouxos não só vence mais 33 jogos que no ano anterior e termina com a melhor temporada geral (62 vitórias), como também anima os torcedores e membros da mídia em todas as outras equipes (Spurs/Pistons) o time joga com uma defesa sufocante e consegue manter os adversários fazendo cerca de 80-90 pontos em cada jogo.

Este contexto é importante porque, em um mundo de ataques chatos e metódicos, Nash e o Suns fizeram 110 pontos por jogo como uma equipe renovada e foram os queridinhos daquele ano na liga.

No centro de toda essa revolução estava Steve Nash, que dirigia o motor Suns como Stephen Curry, conduziu os Warriors em 2016. Tudo começou e terminou com Nashty Nash e o improvável MVP que fez 16 pontos e 12 assistências por jogo com estatísticas de 50/43/89. Alguns argumentam que as médias de 26/9 de Amare foram mais valiosas, mas sem Nash armando o Suns, a equipe não estaria a todo vapor. Eu recomendo que você assista alguns jogos do Suns nesse ano para ver como Nash ditou o ataque e mudou o fluxo do jogo do time.

Embora eu concorde que Shaq teve uma ótima chance de ganhar o MVP (apesar do surgimento de Wade), eu não acho que ele tenha sido "roubado" em qualquer sentido. Ele terminou em segundo, mesmo que Dirk tenha tido estatísticas e vitórias igualmente impressionantes. No entanto, a influência de Nash no Suns, o início dos revolucionários Seven Seconds ou Less Offense, e as 62 vitórias do time de Phoenix fizeram dele o melhor candidato a MVP.

Desculpe, Shaq.

2005-2006: A temporada fantasma "Eu deveria ter sido MVP"

  • Shaq na votação de MVP: N/A (não se qualificou)
  • Vencedor: Steve Nash

Eu adoro falar sobre esta temporada, porque faz você perceber o quanto da história de Shaq falando várias vezes na TNT que Nash não deveria ter vencido MVP sobre ele "duas vezes" não é verdade.

A segunda vez que ele está falando isso é na temporada de 2006, onde aconteceram as seguintes coisas:

  • Shaq jogou incríveis 59 jogos

  • Shaq não era nem o top 10 na votação do MVP, com caras como Elton Brand, Shawn Marion e Tony Parker ganhando votos sobre ele

  • D-Wade teve uma média de 27/6/7 e jogou 75 jogos em comparação com os 20/9 de Shaq em 59 jogos

Shaq não estava nem perto de ser um candidato a MVP este ano. Foi uma corrida entre Nash, LeBron (que terminou em segundo), Dirk e Kobe. O campeão do povo era claramente Kobe, já que ele tinha uma das temporadas mais memoráveis ​​de todos os tempos. O problema com Kobe foi que o Lakers terminou em 7º e ainda houve muita reação da mídia em relação à narrativa “dele ter empurrado Shaq para fora da cidade”.

Então, por que Nash ganhou mais um troféu MVP, você pergunta? Bem, por um lado, o Suns perdeu Amare na maior parte da temporada. Você sabe, Amare tinha feito 26/9 no ano anterior. Ah, e o Suns perdeu Quentin Richardson e Joe Johnson, duas peças enormes do quebra-cabeça ofensivo do SSOL. De alguma forma, Nash ainda conseguiu manter o navio funcionando, e Phoenix ganhou 54 jogos, enquanto Nash aumentou suas médias para 19 pontos por jogo e 11 assistências por jogo.

Na minha humilde opinião, Dirk teve uma temporada digna de MVP, assim como Kobe e LeBron. Na realidade, esses caras têm mais uma queixa sobre esta temporada do que qualquer outra pessoa, mas você não os ouve dizer uma palavra sobre isso. É engraçado para mim que Shaq pense que ele deveria ter ganho MVP em um ano, em que ele não estava nem no top 10 de votação.

2006-2007 – Aposentadoria: os anos irrelevantes

Após o título de 2006, a produtividade e o impacto geral de Shaq no jogo começaram a diminuir. Ele não é mais top 5 na disputa pelo MVP em qualquer outro momento de sua carreira e de alguma forma se transforma no The Big Journeyman no final, prometendo títulos em Phoenix, Cleveland e Boston (nenhum desses times ganhou o troféu Larry O'Brien).

Conclusão:

Shaq terminou no top 3 da MVP por 4 vezes, ganhando o troféu uma vez. Fora daqueles anos, ele ficou machucado na maior parte da temporada, ou era um calouro, não bom o suficiente em comparação com outros candidatos, ou depois de seu auge. Nos anos em que ele terminou no top 3, ele fez temporadas memoráveis, mas em cada caso, ele não era o favorito para vencer.

O ano que ele realmente foi o favorito claro (1999-2000), ele ganhou praticamente por unanimidade, apesar de não ter conquistado mais prêmios de MVP, Shaq é certamente um dos pivôs mais dominantes a passar pela NBA.

Veja Também:

Artigos Relacionados

Sobre o Autor:

Thiago Colman

Thiago Colman

Acompanha a NBA desde 2006, torce pelo maior campeão da liga com 17 títulos, acredita que números não valem nada, se não vierem junto com anéis.

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Por que Shaq nunca ganhou mais de 1 MVP?

Enviando Comentário Fechar :/

©2015 - 2019 Sobe a Bola - Todos os direitos reservados.