- atualizado em

Vencedores e perdedores no draft da NBA em 2018

Listamos as 5 melhores e as 5 piores movimentações da noite do draft da NBA em 2018. Ayton, Bagley, Doncic, Jackson e Young foram as primeiras escolhas

Vencedores e perdedores no draft da NBA em 2018
Jarren Jackson Jr, Marvin Bagley, Deandre Ayton, Luka Doncic e Trae Young foram as 5 primeiras escolhas do draft (Montagem: Sobe a Bola)

Nesta quinta-feira aconteceu o draft da NBA.

E como era esperado o Phoenix Suns selecionou na 1ª posição o pivô Deandre Ayton da Universidade de Arizona. Foi uma seleção sem muitas surpresas e sem trocas envolvendo jogadores já consagrados na liga.

Com isso a grande troca da noite foi entre o Atlanta Hawks e o Dallas Mavericks, possibilitando a ida de Luka Doncic para os Mavs e de Trae Young (junto com uma escolha de 1ª rodada em 2019) para os Hawks.

Veja aqui como foi nossa cobertura em tempo real das escolhas e confira a lista dos 60 escolhidos.

O draft é sempre uma aposta e na história não são poucos os casos de decepção (alguém pensou em Anthony Bennett?) ou de surpresas (Kawhi Leonard foi o 15º em seu draft e Jimmy Butler o 30º).

Vamos falar então sobre as possíveis 5 melhores e piores escolhas/movimentações em 2018.

Vencedores e perdedores no draft da NBA em 2018
A turma do draft de 2018 da NBA (Foto: nba.com)

Melhores:

1)      Phoenix Suns

Os Suns tiveram pela 1ª vez em sua história a 1ª escolha do draft e na dúvida entre agradar o novo técnico do time escolhendo Luka Doncic ou agradar o dono do time escolhendo Deandre Ayton, optaram pelo pivô de Arizona. Para muito realmente era a escolha mais segura. Ou então, vamos no famoso ditado “manda quem pode, obedece quem tem juízo” (rs).

Porém, mesmo os fãs de Doncic precisam concordar que a posição 5 era a maior carência dos Suns. E mesmo na NBA atual, onde se opta muitas vezes por equipes mais baixas, Ayton pode render muito bem – principalmente se evoluir sua defesa.

E para lgor Kokoskov, reconhecido como grande desenvolver de jovens jogadores.

Além de Ayton, os Suns ainda conseguiram uma troca com os Sixers por Mikal Bridges (escolhido na 10ª posição). Em troca enviaram Zhaire Smith (16º) e uma escolha que haviam recebido do Heat em 2021. Bridges para muitos é o melhor especialista em defesa e arremessos desse draft, o famoso 3&D, e pode contribuir imediatamente com o time.

Com isso agora eles podem ter um quinteto com Elfryd Payton (ou outro nome que busquem no mercado), Devin Booker, Bridges, Josh Jackson e Ayton. Um time bastante promissor...

Por fim, com a 31ª escolha, Phoenix selecionou o francês Elie Okobo, que estava cotado até mesmo para a 1ª rodada do draft. Uma jogada que no futuro pode ser um grande acerto.

2)      Doncic em Dallas

Esse negócio foi bom para ambos, pois Doncic chega em uma franquia acostumada a “tratar bem” seus estrangeiros. Afinal, o maior nome da história dos Mavs é Dirk Nowitzki e o alemão chegou a fazer uma bela dupla por lá com o canadense Steve Nash.

Ou seja, o esloveno tem tudo para ter espaço para se adaptar bem ao basquete americano. Além disso, terá ao seu lado outro grande talento em desenvolvimento em Dennis Smith Jr (9ª escolha em 2017).

Será ainda a oportunidade de Nowitzki “passar o bastão” para Doncic, nesta que deve ser sua última temporada na NBA.

Além do trio já citado, o ótimo técnico Rick Carlisle ainda conta com o campeão com os Warriors Harrison Barnes e deve ir com tudo atrás de um pivô no mercado – nomes como DeMarcus CousinsDeAndre Jordan são cotados por lá.

Com isso Mark Cuban mostra que vem agressivo já em 2018-19 para tentar levar o time texano de volta aos playoffs.

3)      Atlanta Hawks

Se para Doncic e Mavs a troca foi boa, podemos dizer que as outras partes envolvidas também não tem do que reclamar.

Afinal, os Hawks – que haviam declarado o interesse em Doncic, talvez como chamariz – seguem seu caminho de reconstrução iniciado na última temporada e acabaram selecionado o “gatilho” Trae Young. Young talvez seja a grande incógnita das primeiras posições, pois seu talento enquanto arremessador é incontestável – daí as comparações com Stephen Curry. Porém, o restante de seu jogo ainda é uma incógnita.

De qualquer forma é uma aposta válida, ainda mais após o armador titular do time Dennis Schroder pedir para ser trocado, e para isso eles ainda ganharam uma escolha “extra” no próximo draft.

Além de Young, Atlanta ainda selecionou outros 2 bons arremessadores. O ala-armador Kevin Huerter (19ª posição), montando seu “backcourt” do futuro, e o ala-pivô Omari Spellman, na 30ª escolha.

4)      San Antonio Spurs

Os Spurs tiveram sua melhor escolha de draft desde Tim Duncan, a 1ª escolha de 1997.

E na 19ª posição, San Antonio selecionou o armador Lonnie Walker IV, para muitos a grande “roubada” do draft. Walker é um jogador bastante dinâmico, atlético e ótimo pontuador, podendo evoluir ainda mais com o corpo técnico dos Spurs.

Mas a pergunta que não quis calar no momento da apresentação de Walker foi:

Como colocar o boné em cima daquela cabeleira toda?

Não deu, né?

¯\_(ツ)_/¯

5)      Boston Celtics

Acostumado a ter algumas das primeiras escolhas nos últimos anos, dessa vez os Celtics tinham apenas a 27ª.

Porém, tudo indica que mais uma vez Danny Ainge foi certeiro e Boston ficou com o pivô Robert Williams, uma máquina de duplos duplos, comparado por muitos aos suíço Clint Capela.

Williams era cotado para ser uma escolha de loteria, mas acabou caindo de posição e só não é considerado um dos “perdedores” desse draft, pois foi parar nas mãos de Brad Stevens.

Ponto para Ainge.

Piores:

1)      Toronto Raptors

Os Raptors eram a única equipe sem nenhuma escolha neste draft e por isso muitos esperavam alguma movimentação do time canadense.

Porém, os Raptors entraram sem escolhas no draft e saíram sem escolhas do draft!

Bola fora de Masai Ujiri.

2)      New York Knicks

Os Knicks tinham a 9ª escolha do draft e com ela selecionaram o ala de Kentucky Kevin Knox.

E mais uma vez a torcida nova iorquina “caiu matando”, pois a preferência “da galera” era por Michael Porter Jr.

Para o bem do GM Scott Perry, tomara que  torcida esteja errada, como quando vaiaram a escolha de Kristaps Porzingis.

3)      Mo Bamba

Bamba foi um dos nomes mais citado nos últimos dias e foi elogiado por muitas franquias, sendo cotado em Chicago e em Boston, que queriam “subir” no draft para selecioná-lo.

Porém, nada disso aconteceu e o pivô acabou indo para o Orlando Magic.

E lá ele pode se perder em meio à bagunça da franquia...

Afinal, eles trocaram Victor Oladipo, não conseguiram explorar o melhor de Elfrid Payton, utilizan Aaron Gordon fora de posição e quase esqueceram Mario Hezonja no fundo do banco por muito tempo.

Que a história de Bamba possa ser diferente.

4)      Philadelphia 76ers

Os Sixers estão nas últimas etapas d´O Processo e aparentemente haviam conseguido uma ótima aquisição com a escolha de Mikal Bridges em 10º. Um ala que aparentemente contribuiria imediatamente dentro do time de Brett Brown.

Porém, logo depois trocaram Bridges para Phoenix e receberam Zhaire Smith e uma escolha futura. Smith joga na mesma posição de Bridges e também tem potencial. Só que é um jogador “mais cru”.

Isso para tristeza da mãe de Brodges, que trabalha nos Sixers e havia comemorado bastante a ida do filho para o time de Philadelphia.

A troca teve como grande objetivo um alívio financeiro, pois os salários da 10ª escolha são maiores do que da 16ª – e de troco ainda levaram mais uma escolha em 2021. Com isso o time tem mais espaço para ser agressivo no mercado em busca de nomes de peso como LeBron JamesPaul George e Kawhi Leonard.

Porém, se não o conseguirem, a perda de Bridges pode ser sentida, principalmente a médio prazo.

5)      Michael Porter Jr (?)

Aqui a maior dúvida dessa safra de calouros. Porter foi um astro no colegial, mas acabou sofrendo com lesões que o limitaram a apenas 3 jogos pela Universidade de Missouri.

E há, inclusive, quem fale que ele pode perder toda a 1ª temporada na liga por questões físicas – o que fez até com que seu nome fosse ligado aos Sixers (rs).

Com isso o talentoso ala que já havia sido cotado para a 1ª escolha, caiu para o top 5, o top 10 e na hora da verdade foi escolhido apenas pelo Denver Nuggets na 14ª posição.

O jogador era cotado em Chicago e em NY, mas os times acabaram optando por não arriscar...

Desta forma, Porter é individualmente o maior perdedor do draft.

Mas ao mesmo tempo, pode fazer dos Nuggets um dos grandes vencedores, caso confirme o potencial demonstrado anteriormente ao lado de nomes como Gary Harris, Jamal Murray e Nikola Jokic.

E confiança não falta para MPJ, que disse ontem que era “a melhor escolha da história” da franquia do Colorado.

Outros destaques (curtinhas):

  • Cleveland Cavaliers: Com a 8ª escolha os Cavs selecionaram o armador Collin Sexton, que é comparado por muitos a Kyrie Irving. Porém, o melhor foi a entrevista pós-escolha onde Sexton deu um recado a ninguém menos que LeBron James: “LeBron, vamos ficar! Eu vi que você precisava de algumas peças. Vamos voltar para as finais. Vamos fazer isso”.

  • Chicago Bulls: Os Bulls tinham 2 escolhas na 1ª rodada (a 7ª e a 22ª – recebida dos Kings). Haviam várias especulações de trocas envolvendo o time, mas nada aconteceu. Com isso Chicago ficou com o ala Wendell Carter Jr, de Duke e o armador Chandler Hutchison.
  • Golden State Warriors: Os Warriors, que ano passada haviam comprado uma escolha dos Bulls que se tornou Jordan Bell, selecionaram com a 28ª escolha o ala Jacob Webster. Para alguns especialistas, o jogador de Cincinnati é o “melhor jogador dos 2 lados da quadra”. E considerando os acertos recentes dos Warriors com essas escolhas de final de 1ª rodada e 2ª rodada, não dá pra duvidar disso.

 

Agora é esperar para ver como essa molecada se encaixa em seus times, para ver também o que nós acertamos ou erramos em nossas previsões.

Boa sorte aos novatos!

#Entre4Linhas

#ILoveThisGame

Curta: EntreQuatroLinhas

Veja Também:

Artigos Relacionados

Sobre o Autor:

André C. Rocha

André C. Rocha

Apaixonado pela NBA desde que viu o Dream Team em 92, torcedor do Bulls e defensor da tese de que "73 não vale nada sem um título". Desde de 2014 tem um tumblr sobe esportes e que tem como assunto principal o basquete: http://entrequatrolinhas.tumblr.com

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Vencedores e perdedores no draft da NBA em 2018

Enviando Comentário Fechar :/

©2015 - 2018 Sobe a Bola - Todos os direitos reservados.